Brasil na alienação dos sentidos negativos da política, corrupção generalizada, a falta de reforma política... o ficha limpa não passa o Brasil a limpo!

Enfim, este país de vossas excelências, as mariposas políticas, o povo vive de utopia, pela miséria controlada afim de eleições e reeleições, donde o dinheiro público é investido ao bem patrimonial de políticos; e os jovens se perdem em redes sociais falando que vão ao banheiro!


novembro 14, 2011

No Brasil, o desleixo com o dinheiro público faz ser esquecida a corrupção, que corre solta!!!

Zé Dirceu desdenha de lutra contra corrupção

Dirceu Martins


Discursando no 2° Congresso da Juventude do PT, em Brasília, o ex-ministro José Dirceu teceu críticas ao que chamou de “luta moralista contra a corrupção” e afirmou que este tipo de ação foi responsável pelas eleições de Jânio Quadros e Fernando Collor para a presidência da República.

Em discurso para uma plateia de centenas de militantes que o homenagearam vestindo camisetas estampadas com sua imagem e a frase “contra o golpe das elites” precedida de “inocente”, José Dirceu que é réu no processo do mensalão, enfatizou que a intenção das denúncias é somente atacar o governo usando o pretexto de combater a corrupção.

Seu entendimento é que são duas formas distintas de atacar a corrupção, uma que pressiona de forma intensa os ministros, e outra mais amena quando trata de secretários do governo tucano de São Paulo. “Quando dizem que tem de responsabilizar o ministro e o partido por problemas no ministério, então tem que se responsabilizar o PSDB, o Geraldo Alckmin e o José Serra pelo escândalo das emendas em São Paulo”, ressaltou José Dirceu.

Abrindo sua fala, citou no ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva que está em tratamento de um câncer na laringe, e pediu aos presentes que enviassem energia ao ‘companheiro’ Lula.

Mesmo elogiando o governo Dilma Rousseff em algumas ações, teceu críticas às áreas de transporte, cultura e educação, enfatizando que “Enquanto professores ganharem R$ 1,2 mil de salário, alguma coisa está muito errada no Brasil”, e voltou a defender a censura em forma de regulamentação da mídia destacando que as eleições ganhas pelo PT foram não contaram com o apoio das elites e dos meios de comunicação.

Antes de encerrar sua fala, Zé Dirceu fez questão de enviar “ânimo, força e afeto” ao ex-ministro do Esporte Orlando Silva, que deixou as funções mergulhado em denúncias de desvios de recursos em sua pasta.

Nenhum comentário: