Brasil na alienação dos sentidos negativos da política, corrupção generalizada, a falta de reforma política... o ficha limpa não passa o Brasil a limpo!

Enfim, este país de vossas excelências, as mariposas políticas, o povo vive de utopia, pela miséria controlada afim de eleições e reeleições, donde o dinheiro público é investido ao bem patrimonial de políticos; e os jovens se perdem em redes sociais falando que vão ao banheiro!


outubro 28, 2011

ENEM, em razão de algumas 14 questões, cancelar o todo??



Como temos presenciado tanta falta de competência governamental, e como sempre do Ministério da Educação com relação ao ENEM.. e agora alguns da autarquia (por falta do que fazer) querem cancelar o ENEM como um todo, por razão de algumas poucas questões que vazaram por falta de, digo novamente, competência???

Tenham paciência, afinal, os 6,2 milhões de estudantes, candidatos ao ENEM quer dizer o que??

Tanto coisa importante para se fazer na educação e a maioria preocupado com 14 questões!!




Governo adota medidas para evitar desvio de dinheiro

Abalado com a sucessão de escândalos que já causou o afastamento de seis ministros em menos de um ano, o governo federal resolveu adotar um conjunto de medidas para fechar os ralos de desvio de dinheiro público por meio de Organizações Não Governamentais (ONGs) e impedir a indicação de políticos fichas sujas como ministros e altos dirigentes públicos. A informação foi dada hoje pelo ministro chefe da Controladoria Geral da União (CGU), Jorge Hage.

A ideia, segundo Hage, é reproduzir nas nomeações do poder Executivo a lei da ficha limpa, que veta candidaturas a cargos eletivos de políticos processados ou condenados judicialmente. Daqui por diante, os próprios ministros terão de assinar os convênios de sua Pasta e não mais delegar a gestores e secretários. Os convênios só poderão ser firmados com ONGs idôneas e com experiência mínima de três anos na área, escolhidas mediante chamamento público.

O ministro informou que está trabalhando, a pedido da Casa Civil, na elaboração do decreto que vai regulamentar o chamamento. "Nenhum ministro vai poder dizer amanhã que não sabia (de irregularidades em convênios)", observou. Com a medida, disse, "será impossível firmar convênio com uma ONG criada há poucos meses, ou fantasma, ou que não tenha experiência na área específica", afirmou. "Se ela tiver cometido irregularidade ou devendo prestação de contas, não pode voltar a receber dinheiro público".

O decreto que aumenta o controle sobre a contratação de ONGs já está em vigor desde setembro, mas alguns artigos dependem de regulamentação, como é o caso do chamamento público. Já havia alguns ministérios adotando essa prática, mas sem eficácia no combate as irregularidades. "Era um modelo de chamamento que cumpria a aparência de legalidade, mas que na verdade não selecionava as ONGs sérias, as que não tinham ficha suja", observou.

O projeto que disciplina a escolha de ministros e membros do primeiro escalão do governo está a cargo de grupo interministerial, coordenado por Hage. A medida, na sua avaliação, dará a Presidência da República um instrumento poderoso para barrar a falta de critérios dos partidos na indicação de ministros e ocupantes do primeiro escalão do governo.

Segundo o ministro, irregularidades como as que derrubaram o ministro do Esporte, Orlando Silva, acontecem em profusão no Brasil porque o País "não tem tradição alguma de fiscalização dos convênios com ONGs, nem com prefeituras, nem com nada". Ele disse que essa é uma herança que proliferou no Brasil até a era dos tucanos no governo.

Operações conjuntas da Polícia Federal, CGU e Ministério Público, segundo ele, "são algo novo no País". Antes do governo Lula, conforme destacou, não era assim. "Tínhamos até um engavetador-geral da República", criticou ele, referindo-se ao ex-procurador-geral da República, Geraldo Brindeiro, que ocupou o cargo por oito anos no governo Fernando Henrique Cardoso. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

outubro 27, 2011

Microsoft mostra como deverá ser o futuro

Tecnlogia conceitual demonstrada no vídeo é impressionante e incorpora muitas das funcionalidas com as quais já estamos familiarizados.

Leia mais em: http://www.tecmundo.com.br/futuro/14763-video-microsoft-mostra-como-devera-ser-o-futuro.htm#ixzz1c0HhSX2Y

Marca histórica: outro ministro!! Orlando Silva falou, ameaçou, e pediu demissão!!

Tarja para o tema Escândalos do governo Dilma[veja]


Diante das denúncias de um suposto esquema de desvio no Ministério do Esporte para abastecer o caixa do PCdoB, este foi o sexto ministro a deixar o governo Dilma Rousseff, o quinto por suspeita de irregularidades. O secretário-executivo do Ministério do Esporte, Waldemar de Souza, assume a pasta interinamente.

As palavras do ex-ministro foram:

- O resultado da reunião é que a melhor solução é eu me afastar do governo. Dessa maneira posso defender minha honra. E continuar a defender o trabalho do Ministério do Esporte. Não é possível jogar fora cinco anos de trabalho.
- Eu afirmei a presidente que não há e não houve qualquer prova que me comprometa. [o GLOBO]


Mas, se não existe nada, porque a demissão?? Pra defender honra defendesse no cargo, seria o justo ou então ele está esperando cair no esquecimento, como aconteceu com os anteriores!!

outubro 25, 2011

Campanha - Cid, doe seu salário e governe por gosto!

Governador do Ceará disse:

"Quem quer dar aula faz isso por gosto, e não pelo salário. Se quer ganhar melhor, pede demissão e vai para o ensino privado".

O governador Cid Gomes deve doar seu salário e governar por gosto!!


Reforma Política: Deputados federais e estaduais, ministros, doem seus salários e trabalhem por gosto!

outubro 24, 2011

Mais uma Marca Histórica: PM vai entregar áudios que comprovariam corrupção no Ministério do Esporte

O policial militar João Dias Ferreira, que denunciou um suposto esquema de corrupção no Ministério do Esporte, prometeu entregar à Polícia Federal 13 arquivos de áudio com conversas entre ele e assessores do alto escalão da pasta. As gravações comprovariam a denúncia de desvio de recursos do ministério. Neste momento, o policial presta depoimento a PF. [CBN]

outubro 21, 2011

Acompanhe os escândalos!!

Fernando Rodrigues lista os principais casos de desvio de conduta dentro da Câmara e do Senado em 2009, 2010 e 2011


  • Verba indenizatória secreta na Câmara e no Senado
  • Castelogate, o deputado Edmar Moreira e sua segurança privada
  • Agaciel Maia, diretor-geral do Senado, e sua mansão
  • Horas extras nas férias para funcionários e recorde de gastos na Câmara em 2009
  • Chico Alencar (PSOL-RJ) contrata correligionário
  • Diretor do Senado usava apartamento funcional para família
  • Sarney utiliza seguranças do Senado no Maranhão
  • Empresas terceirizadas abrigam parentes de diretores e funcionários do Senado
  • Tião Viana empresta celular à filha em viagem ao México
  • Diretores no Senado: eram 181
  • Assessora de Roseana Sarney também era diretora
  • Renan emprega sogra de assessor no Senado, filho na Câmara, tem funcionários fantasmas e aliado recebendo verba indenizatória em Alagoas
  • Filha de FHC trabalha de casa para senador
  • Diretora de comunicação do Senado em campanha
  • Deputado Alberto Fraga (DEM-DF) contrata empregada doméstica
  • Deputado Arnaldo Jardim (PPS-SP) contrata empregada doméstica
  • Deputado José Paulo Tóffano (PV-SP) contrata empregada doméstica
  • Tasso Jereissati (PSDB-CE) e os loucos por jatinhos
  • Gráfica do Senado imprime material de campanha
  • Funcionários do senador Adelmir Santana (DEM-DF) prestam serviço a vice-governador
  • Ministro Hélio Costa (PMDB, Comunicações) usa serviço de secretária paga pelo seu suplente no Senado, Wellington Salgado (PMDB-MG)
  • Terceirização irregular no Senado
  • Deputado Fábio Faria (PMN-RN) pagou viagens para Carnatal, inclusive para Adriane Galisteu
  • Ministros-deputados usam passagens da Câmara
  • Deputados fazem viagens internacionais pagas pela Câmara
  • Câmara e Senado perdoam todos os delitos da "farra aérea" e fingem cortar gastos
  • Viúva do senador Jefferson Péres (PDT-AM) recebe sobra de passagens em dinheiro
  • Ministros do Supremo Tribunal Federal entram na cota de passagens da Câmara
  • Senador Gerson Camata (PMDB-ES) acusado de uso de caixa dois
  • Delegado Protógenes Queiroz voou com passagens do PSOL
  • Membros do Conselho de Ética usaram passagens e ajudam financiadores de suas campanhas
  • Fernando Gabeira (PV-RJ) deu passagens para família ir ao exterior e contratou mulher com verba indenizatória
  • Michel Temer (PMDB-SP), presidente da Câmara, também usou passagens para "familiares e terceiros"
  • Ministro do TCU Augusto Nardes (ex-deputado) voa na cota do deputado Otávio Germano (PP-RS)
  • Câmara pagou 42 passagens para ex-diretor do Senado João Carlos Zoghbi e família
  • Senado paga motorista de ministro Hélio Costa (Comunicações) em BH
  • Ciro Gomes (PSB-CE) reage à reportagem sobre passagens com xingamentos
  • Gabinetes da Câmara negociam bilhetes de deputados com agências
  • Senadores têm seguro saúde vitalício para a família
  • Senador Mozarildo Cavalcanti (PTB-RR) usou assessor do Senado para compras particulares
  • Ex-diretor de RH do Senado João Carlos Zoghbi usava empresas de fachada
  • Deputado Eugênio Rabelo (PP-CE) usa cota aérea com time de futebol
  • Deputados "clonam" prestação de contas
  • Deputado Geraldo Resende (PMDB-MS) pagou com verba indenizatória advogado que atuou em sua defesa no TSE
  • 117 ex-deputados tiveram passagens aéreas pagas pela Câmara
  • Senador Magno Malta (PR-ES) passou quatro dias em Dubai com dinheiro do Senado
  • Senadores Alvaro Dias (PSDB-PR), Geraldo Mesquita (PMDB-AC), Paulo Paim (PT-RS) e Osmar Dias (PDT-PR) usaram cota para voos ao exterior
  • Senador Renan Calheiros (PMDB-AL) cedeu passagens a primo e a 2 assessores
  • Senador Eduardo Suplicy (PT-SP) deu passagem para namorada ir ao exterior
  • Senadores vivos 'ganham' ruas e avenidas em reduto eleitoral
  • Funcionário preso do Senado recebeu salário por 5 anos
  • Senado pagou 291 passagens para ex-senadores e até para dois senadores já mortos
  • Câmara paga piloto de avião de ministro Geddel Vieira Lima (PMDB, Integração)
  • Câmara paga 8 voos para investigado pela PF que é colaborador do empresário Fernando Sarney
  • STF abre processo contra deputado acusado de atentado violento ao pudor
  • Auxílio-moradia para comprar apto. E para quem não precisa: deputados Alexandre Silveira (PPS-MG) e Rita Camara (PMDB-ES) e senadores Gerson Camata (PMDB-ES), José Sarney (PMDB-AP), João Pedro (PT-AM), Cícero Lucena (PSDB-PB) e Gilberto Gollner (DEM-MT)
  • Efraim Morais (DEM-PB): 52 funcionários fantasmas e carro oficial para uso particular
  • Servidor do PMDB no Senado que ganha R$ 15 mil mensais dá expediente em loja de móveis
  • Funcionário envolvido em operação da PF é indicado para comissão no Senado
  • José Sarney tem amigos, aliados e parentes contratados pelo Senado
  • Senado usa mais de mil atos secretos para criar cargos e aumentar benefícios
  • Senado indeniza empresa suspeita de irregularidade com R$700 mil
  • Deputados ignoram regras da Câmara para pagar alimentação
  • 350 funcionários do Senado têm salário maior que o de ministros do STF
  • Valdir Raupp (PMDB-RO) aprova concessão de rádio que tem como sócio seu assessor
  • Arthur Virgílio (PSDB-AM) mantém fantasma em seu gabinete
  • Neto de Sarney opera no Senado crédito consignado, que é alvo da PF
  • Fernando Collor (PTB-AL) usa verba indenizatória para vigiar Casa da Dinda e comprar quentinhas
  • Nova diretora de RH do Senado entrou no emprego em trem da alegria
  • Sarney oculta da Justiça casa de R$ 4 milhões e a usa para reunião com lobistas
  • Senado tem contas secretas
  • Ministro Carlos Minc (Meio Ambiente) emprega mulher na Câmara
  • Senado ignora decisão do STF e mantém nepotismo
  • Fundação Sarney é suspeita de desviar verba de estatal
  • Sarney é acusado de ter conta bancária no exterior
  • Senadores inflam gabinetes com afilhados políticos
  • Fabricante de caças pagou viagem de deputados a Paris
  • Trem da alegria secreto efetivou 82 servidores do Senado sem concurso
  • Comissões do Senado empregam fantasmas
  • Senado usou quase R$ 1 milhão de verba de fundo sem licitação
  • Paulo Roberto (PTB-RS) e Eugênio Rabelo (PP-CE) são acusados de reter salários de assessores
  • Roseana Sarney (PMDB-MA) pagou secretária com verba indenizatória
  • Rosalba Ciarlini (DEM-RN) usou cota de passagens aéreas para turismo
  • Álvaro Dias (PSDB-PR) não declarou R$ 6 milhões à Justiça Eleitoral
  • Sérgio Guerra (PSDB-PE) bancou viagem de filha à Nova York com dinheiro do Senado
  • Senador Roberto Cavalcanti (PRB-PB), investigado pelo Fisco, dá emprego a filha do secretário da Receita
  • Empreiteira pagou dois imóveis para família Sarney em SP
  • Senado gastou R$ 25 mil em acordo que ficou só no papel
  • Tião Viana (PT-AC) ocultou casa de R$ 600 mil da Justiça Eleitoral
  • Senado ignora sobrepreço em obra de prédio
  • Papaléo Paes (PSDB-AP) quis contratar mulher de Agaciel Maia para trabalhar em seu gabinete
  • Câmara perdoa 85% das faltas dos deputados
  • Senado gastou R$ 70 mil em curso de Ideli Salvatti (PT-SC) em 3 países
  • Ministro do PR usa emendas de orçamento para atrair deputados ao seu partido
  • Marco Maciel tinha funcionário presidiário recebendo salário
  • 98 servidores do Senado fizeram cursos no exterior em 2007 e 2008
  • Dos 3.413 funcionários efetivos do Senado, apenas 300 não recebem complementação salarial
  • José Sarney (PMDB-AP) e Michel Temer (PMDB-SP) mantém supersalários
  • Senado custeia despesas da Polícia Militar do Distrito Federal
  • Sem resultados, Parlasul gasta R$ 580 mil do Congresso Nacional em diárias
  • 828 servidores ignoram censo interno do Senado
  • Câmara cede imóvel funcional a Gastão Vieira, secretário de Roseana Sarney no Maranhão
  • Senado desrespeita Supremo e não remove senador cassado
  • Empresário do DF diz ter entregue propina aos deputados Michel Temer (PMDB-SP), Tadeu Filipelli (PMDB-DF), Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e Henrique Alves (PMDB-RN)
  • Senador Osvaldo Sobrinho (PTB-MT) gasta verba indenizatória com rádios próprias
  • Deputados usam verba para pagar custo de viagens a locais turísticos
  • Câmara pagou gastos de deputados com "festa de Natal"
  • Senado pagou rescisões superfaturadas para funcionários indicados politicamente

  • 2010

    1. Senado autoriza "passagens extras" para 2010
    2. Deputado Ernandes Amorim (PTB-RO) pede que a Câmara compre um jatinho para deputados
    3. Gasto com publicidade de senadores cresce 52% em véspera de ano eleitoral
    4. Senadores ganham diárias para ficar em casa
    5. Deputados repassaram verbas públicas para empresas doadoras de campanha
    6. Senado gasta R$ 6,4 milhões com despesas médicas de ex-senadores
    7. 2 mil faltas a mais na Câmara em 2009
    8. Senado libera 274 funcionários de registrar presença
    9. Fraude desvia R$ 2 milhões na Câmara
    10. Deputado Waldemir Moka (PMDB-MS) pede voto com dinheiro público da Câmara
    11. Deputado Sandro Mabel (PR-GO) diz ter ajudado a pagar carro para acusado de praticar golpe da creche na Câmara
    12. Senado abona 8 de cada 10 faltas dos senadores
    13. Câmara paga R$ 390 mil em horas extras no recesso
    14. Senador Renan Calheiros (PMDB-AL) contratou "fantasma" exonerada por Sarney
    15. Deputados eleitos presidentes de comissões são alvo no STF
    16. Agaciel Maia, pivô do escândalo dos atos secretos, não é demitido
    17. Lobista diz ter sido "laranja" do senador Romero Jucá (PMDB-RR)
    18. Censo Legislativo do Senado empregou parentes e aliados de senadores
    19. Senador Renan Calheiros (PMDB-AL) é denunciado por imprimir publicações de promoção pessoal com dinheiro do Senado
    20. Senado paga 8,2 mi a clínicas de servidores da própria casa
    21. Suíça bloqueia US$ 13 milhões do filho de Sarney
    22. Procuradoria quer que Sarney devolva ganhos acima do teto
    23. Em ano eleitoral, deputados distribuem computadores comprados com dinheiro público
    24. Mensalão do DEM: Suposto caixa 2 de Arruda menciona pagamento a "Sarney"
    25. Senado paga R$26 mil para dentista de Lobão Filho (PMDB-MA)
    26. José Sarney (PMDB-AP) desrespeita STF e recontrata mulher de aliado
    27. Aliados de Serra (PSDB) usam material da Câmara para campanha
    28. Gabinete de Efraim Morais (DEM-PB) contratou funcionárias fantasmas
    29. Aliados de Lula conseguem mais verbas no Congresso
    30. Senado recontrata 1,6 mil terceirizados
    31. "Projeto secreto" aumenta salários no Senado
    32. Sérgio Guerra (PSDB-PE) contrata "fantasmas"
    33. Senado tem 214 diretores, incluindo o "diretor de garagem"
    34. Marconi Perillo (PSDB-GO) é investigado por suposta propina
    35. Vice de Serra emprega amigo que não trabalha no gabinete
    36. Senador Edson Lobão (PMDB-MA) tenta se apossar do ouro de Serra Pelada, diz Estadão
    37. Renan Calheiros (PMDB-AL) é investigado por improbidade administrativa
    38. 5 deputados estão, há 3 anos, na lista dos mais faltosos
    39. MP denuncia senador Valdir Raupp (PMDB-RO) por crime contra o sistema financeiro
    40. Bônus irregular a funcionários do Senado deu prejuízo de R$ 157 milhões, diz TCU
    41. Senador recebeu suspeito de chefiar máfia dos combustíveis
    42. Congressistas são relacionados a superfaturamento de eventos
    43. Ministro de Dilma pagou motel com dinheiro da Câmara
    44. Ministros de Dilma agradeceram votos com verba do Congresso
    2011
    1. Senador Gim Argello (PTB) dá prêmios fantasmas no DF
    2. Três deputados faltam a mais da metade das sessões
    3. Câmara gasta R$ 5 milhões com "deputados de verão"
    4. Gim Argello (PTB-DF) emprega namorada do filho em seu gabinete
    5. Argello (PTB-DF) faz emenda de R$ 3 milhões que valoriza terras de seu filho
    6. Senadores excedem limite mensal de passagens
    7. Congresso gasta R$ 88 milhões com ex-deputados e viúvas
    8. Senado só esteve completo para absolver Renan Calheiros (PMDB-AL)
    9. Senadores recebem mais que o teto do funcionalismo público
    10. Eduardo Cunha (PMDB-RJ) é relacionado a gastança em Furnas
    11. Congresso recebeu mais dinheiro do Planalto antes da eleição
    12. "Prefeitos" do Congresso são investigados no STF
    13. Deputados deixam o cargo, mas mantêm salário
    14. Presidente da Câmara quer aumentar cargos sem concurso na Casa
    15. Gilvan Borges (PMDB-AP) é acusado de comprar testemunhas para derrubar Capiberibe (PSB-AP)
    16. No Senado, PR emprega mulher de ministro do TCU
    17. Acre favoreceu empresa ligada ao senador Jorge Viana (PT-AC), diz PF
    18. Senado prefere empresa denunciada por superfaturamento
    19. Congressistas sem mandato têm aposentadorias de, pelo menos, R$ 7 mil
    20. Deputada Jaqueline Roriz (PMN-DF) é associada ao mensalão do DEM
    21. Paulinho da Força (PDT-SP) é condenado por improbidade administrativa
    22. PMDB tem sede na Câmara sem pagar aluguel
    23. Envolvidos em escândalos estão no Conselho de Ética da Câmara
    24. Empresa monta 'puxadinho' no Senado
    25. Deputados vigiam seus próprios financiadores
    26. Jair Bolsonaro (PP-RJ) é acusado de homofobia e racismo
    27. Sarney (PMDB-AP) renomeia incentivador do nepotismo no Senado
    28. João Ribeiro (PR-TO) escraviza trabalhadores, diz TST
    29. Tiririca (PR-SP) emprega amigos e paga resort com dinheiro público
    30. No Senado, funcionários batem ponto e vão para casa
    31. Congresso gasta mais em época de contenção
    32. Marco Maia (PT-RS) inclui Real x Barça em viagem oficial
    33. Senado troca carros e dá iPhones para senadores
    34. Romário (PSB-RJ) emprega modelo e amigo com dinheiro da Câmara
    35. Câmara gasta R$ 10 milhões a mais em apartamentos funcionais
    36. Senado alega 'emergência' para não licitar
    37. Senador emprega suspeito de contratar fantasma
    38. Senador Requião (PMDB-PR) arranca gravador da mão de repórter no Senado
    39. Senadores dispensam funcionários de bater ponto
    40. Senado expulsa 'CQC' após pergunta incômoda a Renan Calheiros (PMDB-AL)
    41. Em 3 meses, senadores acumulam 274 faltas
    42. Senado premia servidores sem avaliar trabalho realizado
    43. Denúncias contra congressistas no STF envolvem 350 crimes
    44. PF indica relação de Gilvam Borges (PMDB-AP) na morte de índios
    45. Sarney (PMDB-AP) oferece jantar de R$ 24 mil com dinheiro do Senado
    46. Romário (PSB-RJ) responde em caso de crime ambiental no STF
    47. Lobista acusa Romero Jucá (PMDB-RR) de fazer caixa 2 e usar laranjas
    48. Câmara gasta R$ 500 mil com diárias no exterior
    49. Senado tentou apagar impeachment de Collor (PTB-AL) de sua história
    50. Câmara aumenta número de cargos para apadrinhados políticos
    51. Sarney (PMDB-AP) e Collor (PTB-AL) defendem sigilo eterno para documentos públicos
    52. Deputados veem futebol durante discussão de MP da Copa
    53. Senado tira da internet informações sobre viagens
    54. Servidores do Senado moram irregularmente em apartamentos da Casa
    55. Deputados deixam a Câmara para ir a festas juninas
    56. Zezé Perrela (PDT-MG) é suspeito de enriquecimento ilícito
    57. Deputado Valdemar Costa Neto (PR-SP) influencia contratos de Ministério
    58. Políticos sem voto ocupam um quinto das vagas no Senado
    59. Congresso reserva R$ 249 milhões para bancar festas
    60. Congresso flexibiliza licitações para obras da Copa de 2014
    61. Deputado Paulinho (PDT-SP) deu festa em local público sem autorização
    62. Senado dobra funcionários com supersalários em 2 anos
    63. Romário (PSB-RJ) recusa bafômetro e perde habilitação
    64. Câmara reembolsa R$ 48 milhões para deputados em 5 meses
    65. Empresa de Eunício (PMDB-CE) é suspeita de fraude de R$ 300 milhões
    66. Mário Couto (PSDB-PA) é investigado por fraudes na Assembleia do Pará
    67. Congresso gasta R$ 44 milhões com salário de licenciados e suplentes
    68. Deputados passam semestre sem falar no plenário
    69. Legislativo oculta nomes de congressistas que têm contrato com o governo
    70. Deputado Wladimir Costa (PMDB-PA) deixa 30% das faltas sem justificativa
    71. Irmão de Jucá (PMDB-RR) afirma que 'só tem bandido' em Ministério
    72. Mais de 10% dos deputados federais têm espaços em rádio e TV
    73. Congressistas favorecem entidade irregular em contrato com Ministério
    74. Deputado cedeu R$ 100 mil em passagens para empresa farmacêutica
    75. Deputados do PMDB são acusados de desviar verbas do Turismo

    © 1996-2011 UOL


    Patrícia Saboya foi uma senadora?? Que País é esse??

    Ex-senadora mostra a língua para manifestantes no Ceará



    Um internauta mandou um vídeo gravado por um celular que mostra a ex-senadora e atual deputada estadual do Ceará, Patrícia Saboya (PDT), acenando, mandando beijos e mostrando a língua para um grupo de professores durante um movimento cívico no dia 15 de outubro, na avenida Beira Mar, em Fortaleza (CE). A deputada disse ao UOL Notícias que os manifestantes faziam gestos obscenos enquanto ela almoçava com a família em uma churrascaria. Ainda segundo Saboya, ela mostrou a língua e mandou beijinhos para tentar disfarçar. "Eu estava com a minha filha grávida de 4 meses e minha outra filha de 6 anos de idade. Elas ficaram assustadas e muito nervosas, então quis mostrar que era uma brincadeira", disse a deputada. Visite o UOL Notícias

    outubro 18, 2011

    Estatizar a Fundação Sarney?? Mais um absurdo!!

    Bira do Pindaré condena projeto de estatização da Fundação Sarney - a filhinha dondoca segue os passos paternos

    O deputado Bira do Pindaré (PT) discursou no plenário da Assembleia Legislativa, na manhã desta terça-feira (18), e saiu em defesa dos professores maranhenses. O parlamentar posicionou-se contra o Projeto de Lei Nº 259/2011 que estatiza a Fundação José Sarney.

    O petista condenou a postura do governo do Estado que, segundo ele, prioriza e trata como urgente a manutenção da Fundação do ex-presidente da República em detrimento da questão dos educadores. Bira saudou, na galeria da Casa, a presença de integrantes do Movimento de Resistência dos Professores.

    O deputado não concordou com um pedido de urgência para a apreciação do PL apresentado pelo deputado Jota Pinto (PR). “É preciso ouvir a consultoria jurídica da Casa, é preciso tramitar pelas comissões, é preciso haver um amplo debate entre os parlamentares. Nós não podemos concordar com esse pedido de urgência; até porque não é urgente, o que é urgente é resolver a situação dos professores”, protestou.

    Este ano, no Maranhão, tivemos uma greve dos educadores da rede estadual de ensino que durou 72 dias, prejudicando todo calendário escolar 2011. O Sinproessema encerrou o movimento paredista, com o indicativo do governo do Estado em negociar com a classe um novo plano de carreira, contudo não houve debates e sim uma imposição por parte do poder público.

    Se encaminha uma Mensagem, um projeto, e se tenta impor uma decisão sem nenhum diálogo com os principais interessados que é a categoria dos trabalhadores da educação. Nós não podemos concordar com isso. Nós não podemos concordar com nenhuma medida autoritária, nenhuma medida impositiva”, reprovou Bira.

    Quanto ao PL que estatiza o Convento da Mercês, Bira classificou essa iniciativa como absurda e ofensiva a Constituição Federal e ao principio da impessoalidade. Ele afirmou que não há amparo jurídico algum neste projeto de lei, pediu para os parlamentares não o aprovarem e considerou a luta dos professores como de suma importância e prioritária no momento.

    Como é que se quer criar uma Fundação e instituir como patrono uma pessoa viva, que é o presidente do Senado, José Sarney? Nós não podemos concordar com isso. Podia ser o Pelé, podia ser o Papa, podia ser a pessoa mais consensual que existisse no mundo, mas se a Constituição não permite que a gente possa associar uma instituição pública como se propõe criar a uma pessoa”, concluiu Bira.

    Brasil, mostra sua cara!!!!




    KIT BRASILEIRO


    *Vai transar?*
    O governo dá camisinha.

    cid:image002.gif@01CAC5B3.51899770


    *Já transou?*
    O governo dá a pílula do dia seguinte.

    cid:image003.jpg@01CAC5B3.51899770


    *Teve filho?*
    O governo dá o Bolsa Família..

    cid:image004.jpg@01CAC5B3.51899770


    *Tá desempregado?*
    O governo dá Bolsa Desemprego.

    cid:image005.jpg@01CAC5B3.51899770


    *Vai prestar vestibular?*
    O governo dá o Bolsa Cota.

    cid:image006.jpg@01CAC5B3.51899770


    *Não tem terra?*
    O governo dá o Bolsa Invasão e ainda te aposenta.


    cid:image007.gif@01CAC5B3.51899770


    *RESOLVEU VIRAR BANDIDO E FOI PRESO?*
    a partir de 01/01/2011 O GOVERNO DÁ O AUXÍLIO RECLUSÃO


    Todo presidiário com filhos, tem direito a uma bolsa que, é
    de R$ 798,30 "por filho" para sustentar a família, já que o "coitadinho" não pode trabalhar para sustentar os filhos
    por estar preso.
    (
    http://www.previdenciasocial.gov.br/conteudoDinamico.php?id=22)


    *Mas experimenta estudar e andar na linha,
    pra ver o que é que te acontece!*
    cid:image008.jpg@01CAC5B3.51899770
    cid:image009.jpg@01CAC5B3.51899770


    "Trabalhe duro, pois milhões de pessoas que vivem do Fome-Zero e do Bolsa-Família para dar votos nas eleições, sem trabalhar, dependem de você!"


    outubro 16, 2011

    Há fumaça, há fogo... outro ministro de Dilma na berlinda

    Um militante do PC do B acusa o ministro Orlando Silva de montar um esquema de corrupção no Ministério do Esporte.

    A denúncia foi publicada na edição deste fim de semana da revista Veja. Orlando Silva diz que é vítima de calúnia.

    Teriam sido desviados R$ 40 milhões em oito anos. Dinheiro que deveria ter sido usado para comprar material escolar e comida para crianças carentes.

    Segundo a revista, pela primeira vez Orlando Silva é apontado como mentor e beneficiário das irregularidades. O partido dele, PC do B desviaria dinheiro público do programa “Segundo Tempo”, do Ministério do Esporte, usando ONGs como fachada.

    A Veja ouviu o policial João Dias Ferreira, que foi militante do PC do B, segundo o partido, até 2007. O policial contou a revista que as ONGs só recebiam recursos se houvesse o pagamento de uma taxa, que podia chegar a 20% do valor dos convênios. O PC do B, segundo a denúncia, indicaria os fornecedores e pessoas encarregadas de conseguir notas fiscais frias.

    João Dias acusa o ministro. Disse que, desde o começo, quem controlava tudo pelo partido era Orlando Silva, e que um dirigente do PC do B, Fredo Ebling, seria encarregado de indicar a quem, quando e onde entregar o dinheiro.

    O policial indicou a revista o nome de uma pessoa que poderia confirmar as denúncias: o motorista Célio Soares Pereira. Célio afirmou a Veja que entregava o dinheiro na garagem do ministério. Teria feito isso cinco vezes. Em uma delas, teria entregado dinheiro pessoalmente ao ministro Orlando Silva em uma caixa de papelão, com maços de R$ 50 e R$ 100.

    A revista informa que o policial seria responsável por duas ONGs que teriam recebido R$ 3 milhões do programa Segundo Tempo; R$ 2 milhões teriam sido desviados.

    Nessa época, quem comandava o Ministério do Esporte era Agnelo Queiroz, hoje governador do Distrito Federal.

    O ministro do Esporte, que está no México, convocou uma entrevista para falar sobre a denúncia publicada na revista.

    Eu considero que são denúncias gravíssimas. Vou reagir a altura com medidas judiciais. Como eu disse, solicitando que a Polícia Federal investigue claramente todos os fatos registrados na revista”, comentou Orlando Silva.

    O ônus da prova é de quem acusa. Quem acusa tem que provar. E não há nenhuma prova. E digo mais: não há hipótese de haver prova, porque não há realidade nas insinuações”, acrescentou.

    O Ministério do Esporte divulgou nota: informou que o policial João Dias firmou dois convênios com a pasta, em 2005 e 2006. E que as ONGs não teriam conseguido provar como usaram o dinheiro. Por isso, o ministério está cobrando a devolução de R$ 3,16 milhões dos convênios. Esse, segundo o ministro, seria o motivo das denúncias. Uma reação porque o ministério teria acionado o Tribunal de Contas da União para investigar o caso.

    Não há fundamento que justifique a matéria. Vou seguir minha agenda de trabalho”, completou Orlando Silva.

    Em nota, a Secretaria de Comunicação Social do governo do Distrito Federal disse que, quando foi ministro do Esporte, Agnelo Queiroz tomou medidas duras para apurar convênios que apresentaram indícios de irregularidades.

    O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, confirmou que vai pedir a Polícia Federal investigação das denúncias. O policial militar João Dias, o motorista Célio Soares e o dirigente do PC do B, Fredo Ebling, não foram localizados para comentar a reportagem da revista.

    O líder do PC do B, deputado Osmar Junior, disse que vai tentar antecipar a ida do ministro a Câmara para dar explicações sobre o caso. [Jornal Nacional]

    .

    outubro 15, 2011

    Médicos sem vergonha!!!

    Médicos que ganham até R$ 22 mil por mês e deveriam cumprir 40 horas semanais são flagrados dando expediente em consultórios particulares.


    Médicos do hospital público mais movimentado de Brasília usavam o horário de trabalho para atender pacientes em consultórios particulares. A denúncia chegou ao secretário de Saúde que demitiu a chefe do setor, como mostra a reportagem de Júlio Mosquéra e Diego Moraes.

    Tatiana Aparecida depende da consulta com um endocrinologista para fazer uma cirurgia, e não tem previsão de atendimento. Há dois meses, ela espera por uma vaga nos hospitais públicos da capital do país.

    Se eu quiser fazer a cirurgia no tempo previsto que eu devia estar fazendo, vou ter que procurar um particular. Na rede pública não tem”, ela conta.

    Enquanto Tatiana espera na fila, endocrinologistas que deveriam atender no Hospital de Base, o maior hospital público de Brasília, dão expediente em consultórios particulares.

    O produtor Diego Moraes flagrou, com uma câmera escondida, médicos que ganham até R$ 22 mil por mês e deveriam cumprir 40 horas semanais de trabalho. Entre eles, Mário Sérgio de Almeida, um dos mais antigos endocrinologistas do Hospital de Base.

    Estou lá há 28 anos, no Hospital de Base. Desde outubro de 1983. Atendo aqui e lá”, ele revela.

    De acordo com a escala da secretaria de saúde, ele deveria trabalhar na rede pública de segunda a sexta-feira, de 8h as 12h e de 14h as 18h. Mas na maior parte da semana está no consultório particular, como informou a secretária dele.

    A médica Adriana Carvalho Furtado também foi encontrada trabalhando em seu consultório particular, quando deveria estar no hospital público.

    Até a chefe da endocrinologia do hospital, Cláudia Gurgel, deixa de cumprir as 40 horas na rede pública e divide o tempo com o consultório particular.

    A direção do Hospital de Base admitiu que os médicos deveriam estar no hospital quando trabalhavam nos consultórios particulares. O secretário de Saúde Rafael Barbosa mandou abrir investigação para apurar as denúncias, mas já decidiu exonerar do cargo a chefe da endocrinologia. [Jornal Nacional]


    E de toda esta desfaçatez, aparece um tal de secretário de Saúde em rede nacional afirmando que irá reduzir em 50% a jornada de trabalho destes médicos e reduzir o salário em 40%...

    ... é isto mesmo, este secretário de Saúde está é dando um aumento salarial para estes médicos sem escrúpulo!!!