Brasil na alienação dos sentidos negativos da política, corrupção generalizada, a falta de reforma política... o ficha limpa não passa o Brasil a limpo!

Enfim, este país de vossas excelências, as mariposas políticas, o povo vive de utopia, pela miséria controlada afim de eleições e reeleições, donde o dinheiro público é investido ao bem patrimonial de políticos; e os jovens se perdem em redes sociais falando que vão ao banheiro!


fevereiro 07, 2012

Para onde vai o dinheiro do povo brasileiro??

Eixo Leste da obra do Rio São Francisco está 71% feito e Eixo Norte, 46%.

Nos trechos feitos pelo Exército, obra andou de 3 a 5 vezes mais rápido.

Do G1 PE - As obras da Transposição das águas do Rio São Francisco tinham o término previsto para este ano, mas estão atrasadas - em alguns lugares, os trabalhos estão paralisados. A obra começou em agosto de 2007, com investimento previsto de R$ 6,8 bilhões.

São dois canais:

- o Eixo Leste - 71% concluído - vai ter 287 quilômetros, começando em Floresta, em Pernambuco, e indo até Monteiro, na Paraíba.

- O Eixo Norte parte de Cabrobó (PE), corta o Rio Grande do Norte e vai até o Ceará, com 426 quilômetros de extensão - nem a metade foi concluída (46%).

O projeto foi dividido em 14 lotes e a maior parte ficou com os consórcios das construtoras. Os trechos que ficaram sob a responsabilidade do Exército estão quase prontos. Neles, no ano passado, o avanço foi três vezes maior que o das empreiteiras no Eixo Norte e cinco vezes maior no Eixo Leste.

Em Cabrobó (PE), os soldados finalizam a barragem de Tucutu. Quando tudo estiver pronto, os militares vão terminar de retirar as plantas de uma área que tem o tamanho equivalente ao de 480 campos de futebol e será transformada em um imenso reservatório com capacidade para acumular quinze bilhões de litros de água. “Faltam apenas as obras em concreto, que são complementares, e elas devem ser concluídas no mês de abril de 2012”, explica o engenheiro do exército Aedson José.

Esperança?

A transposição vai levar água a doze milhões de pessoas em Pernambuco, na Paraíba, no Rio Grande do Norte e no Ceará, uma movimentação que encheu de esperança o povo das cidades da região. Mas das nove mil pessoas que chegaram a trabalhar nos canteiros de obras, menos de 4 mil continuam. “Foi embora a empresa e a gente tá esperando nesse vai e vem, vai e vem e nunca que chega essas empresas”, disse Cícero Ferreira de Oliveira, ex-agricultor e ajudante de terraplanagem.

Para o governo, o atraso nas obras é consequência da diferença entre o que foi acertado nos contratos e a realidade encontrada na região. Agora serão feitas novas licitações para os trechos que tiveram o trabalho interrompido. “Vamos iniciar em fevereiro, março e abril as licitações dos saldos remanescentes para que a gente possa no segundo semestre de 2012 atingir o nível máximo de execução e de contratação de mão de obra mobilizada no projeto da integração do São Francisco”, disse o ministro da integração Fernando Bezerra Coelho.


Nenhum comentário: