Brasil na alienação dos sentidos negativos da política, corrupção generalizada, a falta de reforma política... o ficha limpa não passa o Brasil a limpo!

Enfim, este país de vossas excelências, as mariposas políticas, o povo vive de utopia, pela miséria controlada afim de eleições e reeleições, donde o dinheiro público é investido ao bem patrimonial de políticos; e os jovens se perdem em redes sociais falando que vão ao banheiro!


março 03, 2012

Delegado de tornozeleira??? O delegado de carreira da Polícia Civil deixou a cadeia há menos de duas semanas, por força de um habeas corpus.

Um ex-deputado federal que é réu em dois processos por homicídio vai assumir o posto de delegado-adjunto em Maceió, mesmo obrigado pela Justiça a usar um dispositivo de monitoramento.

A nomeação do ex-deputado federal Francisco Tenório foi divulgada nesta quarta-feira (29) no Diário Oficial de Alagoas.

O delegado de carreira da Polícia Civil deixou a cadeia há menos de duas semanas, por força de um habeas corpus. Ele é acusado de dois homicídios, mas ainda não foi julgado.

Nesta quarta, o ex-deputado foi a Delegacia de Acidentes e Delitos de Trânsito para conhecer o novo local de trabalho. Ele assume nesta quinta-feira (1º) e vai ter de se acostumar a ficar 24 horas com uma tornozeleira eletrônica que vai monitorar cada passo dele.

O uso do equipamento que emite sinais de localização por satélite e por rede de telefonia celular foi determinado pela Justiça. Francisco Tenório não pode deixar Maceió sem autorização, nem circular pelas ruas depois da 20h.

"Em uma região onde não há cobertura de telefonia e existe cobertura de GPS, no momento em que esse sentenciado, que está monitorado, retornar para um local onde essa cobertura existe, todas as posições do GPS serão atualizadas", afirma Carlos Luna, superintendente de Administração Penitenciária de Alagoas.

Para o sindicato dos policiais civis do estado, os delegados investigados recebem tratamento diferenciado. “Os delegados vêm tendo a proteção da corregedoria, enquanto os agentes e escrivães vêm sendo punidos, inclusive companheiros já foram expulsos, sem que ocorresse a condenação na Justiça", diz José Edeilto Gomes, vice-presidente do Sindipol de Alagoas.

O diretor da Polícia Civil Arnaldo Soares defendeu a nomeação: "Até aqui não houve nenhum julgamento a esse respeito. Quer dizer, nós temos que nos antecipar? Temos que aguardar o resultado de tudo isso. Eu não vejo, a não ser que ele fosse para uma delegacia para investigar homicídios, este tipo de coisa. Mas, não, é um trabalho burocrático. Ele vai fazer um trabalho, até para justificar o salário que está recebendo. Não tem problema nenhum", conclui.

Nesta quarta-feira a noite, a Justiça de Alagoas decidiu afastar Francisco Tenório do cargo. E o ex-deputado também terá que entregar as armas a Polícia Federal.

O advogado dele disse que ainda não foi informado da decisão, mas adiantou que vai recorrer. Francisco Tenório nega envolvimento nos crimes de que é acusado.


Passemos o Brasil a limpo.

Nenhum comentário: