Brasil na alienação dos sentidos negativos da política, corrupção generalizada, a falta de reforma política... o ficha limpa não passa o Brasil a limpo!

Enfim, este país de vossas excelências, as mariposas políticas, o povo vive de utopia, pela miséria controlada afim de eleições e reeleições, donde o dinheiro público é investido ao bem patrimonial de políticos; e os jovens se perdem em redes sociais falando que vão ao banheiro!


novembro 19, 2012

José Dirceu na cadeia é como esperar Papai Noel...

Segurança máxima Se depender das avaliações técnicas do governo paulista, José Dirceu iniciará o cumprimento da pena imposta pelo STF na penitenciária José Augusto César Ribeiro, em Tremembé. O Bandeirantes considera improvável a ida do ex-ministro para centros de ressocialização, como o de Limeira. Em regra, esses estabelecimentos acolhem condenados a menos de 10 anos --Dirceu recebeu punição 10 meses maior pelo mensalão, embora deva ficar menos de 2 anos em regime fechado.
Histórico O presídio de Tremembé conta hoje com 409 detentos --a capacidade oficial é para 239. Marcos Valério, operador do mensalão, esteve no local por três meses, em 2008, acusado na Operação Avalanche, da PF.
Proteção "É adequado para quem não tem perfil de fuga e nem envolvimento com o crime organizado. É preciso preservar a pessoa, que ficaria exposta numa cadeia", diz um perito do governo no sistema carcerário.
A ordem... A decisão está sujeita a manifestações do Judiciário e dos advogados do caso. O sentenciado pode opinar. José Rainha, do MST, preferiu o CDP da capital.
... dos fatores Oficialmente, a Secretaria de Assuntos Penitenciários só se pronunciará após a solicitação judicial de vaga no sistema prisional de São Paulo.
#prontofalei Da mulher de Dirceu, Evanise Santos, em seu Twitter, após flagrante fotográfico do ex-ministro no litoral da Bahia durante o feriado. "Defendo a liberdade de expressão. Mas sou totalmente contra a invasão de privacidade."
Liga da Justiça O futuro presidente do Supremo, Joaquim Barbosa, já marcou seu primeiro encontro com a ministra Eliana Calmon, ex-corregedora do Conselho Nacional de Justiça. Será no dia 26. À ocasião, deverão discutir a linha de atuação de Barbosa na sua gestão à frente do CNJ.
Ilha O PMDB avalia que a recém-criada EPL, com atribuições de planejamento em diversos setores, fará mais sombra sobre a esquálida Secretaria de Assuntos Estratégicos, de Moreira Franco.
Sem cabide Na reta final da tramitação da MP da estatal, o PT tentou derrubar artigo que exige experiência profissional e diploma de ensino médio para contratações. O destaque, contudo, foi retirado após acordo de líderes.
Cronômetro O adiamento de sessões para a análise do relatório preliminar do Orçamento 2013 tem o objetivo velado de forçar a liberação de emendas parlamentares pelo governo. O documento será analisado amanhã, prazo máximo no cronograma desenhado pelo Planalto.
Cofre A bancada petista na Câmara vai arbitrar outra disputa por cargos em 2013: Além de Carlos Zarattini, Devanir Ribeiro postula a relatoria do Orçamento.
Piquete A CUT promete levar 300 militantes, quarta-feira, aos gabinetes dos deputados. A central protesta contra o projeto que trata do fim do fator previdenciário.
Frisson Há no PPS um clima de encantamento com a eventual candidatura presidencial de Eduardo Campos. Conterrâneo do neto de Miguel Arraes, Roberto Freire tem elogiado o governador. O namoro está no radar de Aécio Neves, que quer manter o partido na órbita do PSDB.
Veja bem O PT paulistano refuta acordo para revezamento na presidência da Câmara com o bloco de Gilberto Kassab, como deseja o prefeito. "Nossa proposta baseada na proporcionalidade é bem recebida pelos partidos", diz José Américo, nome petista para o comando da Casa.
*
TIROTEIO
Eles estão vivendo com a intensidade do eterno os últimos momentos de impunidade. Ou, então, acreditam no calendário maia.
DO LÍDER DO PSDB NO SENADO, ÁLVARO DIAS (PR), sobre o feriado descontraído de José Dirceu, em Camaçari (BA), e de Paulo Maluf, em Campos do Jordão.
*
CONTRAPONTO
Existe amor em Brasília
Durante sessão da Câmara, no início do mês, Marco Maia (PT-RS) foi interrompido por Jair Bolsonaro (PP-RJ), conhecido pelas intervenções polêmicas e de tom crítico.
--Presidente, eu queria elogiá-lo e também fazer um apelo. Gostaria que o senhor colocasse em apreciação a MP que trata da remuneração dos militares.
O petista, irônico, respondeu:
--Vou analisar seu pedido. E o elogio, qual era mesmo?
Bolsonaro, sem jeito, arrematou:
--Está curioso com meu elogio? O senhor sabe, como militar temporário que foi, que está no nosso coração.

Nenhum comentário: